Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \18\+00:00 2019

A GORDURA É UM ÓRGÃO

A Gordura Nobre do corpo feminino deve ser considerada importante tanto quanto um órgão. Certos tecidos gordurosos desempenham um papel bem ativo e importante e respondem às necessidades de energia que o corpo precisa enfrentar.

Mulheres muito magras não possuem quantidade suficiente de Leptina, portanto podem apresentar irregularidades nas atividades monitoradas pelo Hipotálamo (alimentação, sono, menstruação, temperatura e fertilidade), então é de suma importância resgatar o respeito e o bom senso.

Atentem a isso especialmente na maturidade.

 

38942014_1805567339521646_1088504202121969664_n

Read Full Post »

YINdance

Em todas as aulas de YINdance ouço alguém exclamar:
Caramba Tânia, que calor é esse?

Risos à parte, esse é o resultado desejável dessa minha maneira de combinar movimentos e repetições, de forma consciente, visando o desbloquear e o fluir de uma presença Ígnea que na antiguidade era chamada de “Luz da Deusa”.
Bom…vamos lá..
Os nervos dos pés e glúteos sobem para a medula espinhal e unem-se a ela na altura da região lombar e sacral.

O períneo (que significa ao redor do fogo) é um centro gerador de força ígnea e quando ativado passa essa força aos nervos e músculos, até mesmo aos ossos! E o benefício maior é que ele aquece o útero e as glândulas do corpo todo.

Se o motivo das cólicas era friagem….
Se o motivo do desânimo era falta de vitalidade….
Se os hormônios precisavam de um estímulo…

Enfim, esse calor do bem é realmente revitalizador.

 

52596272_2054978344580543_358374497834762240_n.jpg

Read Full Post »

FILHO NAS ANCAS

Quando uma mulher encaixa seu filho nas ancas, integrando-o a seu corpo, está pronta para o próximo passo. Ela sabe que suas ancas de mulher servem como suporte perfeito pra carregar seu filhote.
Quando uma mulher encaixa seu filho nas ancas, toda a ancestralidade a acompanha neste gesto. Mulheres já choraram, já atravessaram desertos, já foram a encontros, reencontros e desencontros com o filho nas ancas. Há algo de arquetípico neste ato, algo que prepara a mulher para a ação iminente, mas não apenas a mulher, mas a mulher-mãe, aquela que é inseparável do filho, aquela que o acopla firmemente em si e segue para o que tiver que seguir.
Seja lá o que for, ela está pronta.

Neste momento se apresenta uma guerreira.
Neste momento se apresenta Deméter.
Neste momento é a própria Gaia que surge, com o filho amado encaixado nas ancas.

Texto de Nina Zobarzo
Natural Medicina Alma da Terraec013c90-78de-4926-a6c1-80761a3b149a.jpg

Read Full Post »